TDAH: Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade - Psicóloga Nathália Mariano de Souza

Enviado em 08/08/2020
| 2024 visualizações

Você quer saber mais sobre o TDAH? Nessa aula de hoje, contamos com a presença especial da Psicóloga Nathália Mariano de Souza, que atua com psicologia escolar e responsável pelo canal Mediação - Psicologia e Educação. Slides da aula: https://t.me/mediacaopsicologia

SE INSCREVA NO MEDIAÇÃO --------------------------------------------------------------- https://www.youtube.com/channel/UCaRRWko6LwfgYUtNNLM1u3w

TDAH -----------------------------------------------------------------------------------------------------
Transtorno  do Déficit de Atenção com Hiperatividade, é um transtorno neurobiológico, se manifesta na infância e que pode acompanhar a pessoa por toda a sua vida. O Manual de diagnóstico e estatística das doenças mentais (DSM V) inclui o TDAH ao grupo dos transtornos do neurodesenvolvimento.

É mais frequente no sexo masculino do que no feminino. Costuma ser identificado com mais frequência durante os anos do ensino fundamental, com a desatenção ficando mais saliente e prejudicial. Na pré-escola, a principal manifestação é a hiperatividade.

 Há diversos estudos científicos realizados no mundo todo dedicados em descobrir a causa específica do transtorno. Estudos descrevem que indivíduos que tem TDAH possuem alterações nas áreas corticais. Para uma criança ou adolescente com TDAH, manter a atenção concentrada, dividida e alternada são tarefas difíceis de serem executadas.

O tratamento precoce é fundamental para melhorar a qualidade de vida de quem tem o TDAH.
Ele ocorre de forma multimodal, ou seja, uma combinação de medicamentos, orientação aos pais e professores. E costuma ser multidisciplinar, com o apoio de diversos especialistas como médicos neuropediatras ou psiquiatras, psicólogos, fonoaudiólogos e profissionais da área pedagógica.

REFERÊNCIAS -------------------------------------------------------------------------------------------
AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION. Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais (5º ed) (M. I. C. Nascimento et al., Trad.). Porto Alegre: Artmed, 2014.
BELLINI, E.; BENCZIK, P.; CASELLA, E. B. Compreendendo o impacto do tdah na dinâmica familiar e as Possibilidades de intervenção. v. 32, n. 97, p. 93–103, 2015.
BERTOLDO, L. T. M.; FEIJÓ, L. P.; BENETTI, S. P. DA C. Intervenções para o TDAH infanto-juvenil que incluem pais como parte do tratamento. Psicologia Revista, v. 27, n. 2, p. 427–452, 2018.
PEREZ, Fernanda Freitas Barbosa e Fernanda Garcia. Funções Executivas e Alterações no Lobo Frontal: Reflexos e Influência no Diagnóstico TDAH. Psicologado, [S.l.]. (2013).
PIMENTEL, L. C.; CYSNEIROS, R. M. TDAH nas epilepsias: prevalência e fatores de risco. Psicologia - Teoria e Prática, v. 19, n. 2, p. 200–214, 2017.
Rohde, L. A., Buitelaar, J. K., Gerlach, M., & Faraone, S. V. Guia para compreensão e manejo do TDAH da World Federation of ADHD. Porto Alegre, RS: Artmed, 2019.
REFERÊNCIAS COMPLEMENTARES

ROCHA, MARGARETTE MATESCO; PRETTE, ZILDA APARECIDA PEREIRA DEL; PRETTE, A. D. Avaliação de um programa de habilidades sociais educativas para mães de crianças com TDAH. Acta comportamentalia: revista latina de análisis del comportamiento, v. 21, n. 3, p. 359–375, 2013.

SANTOS, P. T.; D’, I.; FRANCKE, A. O TRANSTORNO DÉFICIT DE ATENÇÃO E OS SEUS ASPECTOS COMPORTAMENTAIS E NEURO-ANATOMO-FISIOLÓGICOS: UMA NARRATIVA PARA AUXILIAR O ENTENDIMENTO
AMPLIADO DO TDAH 2017 Priscila Teixeira Santos Formanda em psicologia (Brasil). p. 1–23, 2017.

SILVESTRE; SILVA, DA S. & S. FAMÍLIA E A ESCOLA NA APRENDIZAGEM DA CRIANÇA COM TDAH: a necessidade de uma parceria ativa e produtiva. Pedagogia em Ação, v. 7, n. 1, p. 1, 2015.

GOMES, A. Z. et al. ESTRESSE MATERNO E A RELAÇÃO ENTRE CRIANÇAS STRESS MATERNAL AND THE RELATIONSHIP BETWEEN CHILDREN WITH DISORDER ATTENTION DEFICIT AND HYPERACTIVITY. v. 51, p. 107–111, 2017.

#TDAH #Mediação #AulaCompleta